Fonte: OpenWeather

    Doação


    Governo do Amazonas recebe doação de 100 cilindros da Petrobras

    Os cilindros doados irão integrar a rede pública de saúde, além de compor a "Operação Gratidão"

     

    A Operação Gratidão teve início na terça-feira (16)
    A Operação Gratidão teve início na terça-feira (16) | Foto: Divulgação/ Secom

    Amazonas - O Governo do Amazonas recebeu, na tarde desta quinta-feira (18), a doação de 100 cilindros de oxigênio, de 10 metros cúbicos (m3) cada, da petrolífera estatal Petrobras. Os cilindros foram embarcados em Guarulhos, São Paulo. Tanto a aquisição, quanto o transporte do material foi viabilizado pela empresa doadora.

    O secretário de saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo destacou a ação de solidariedade da Petrobras e disse que os cilindros de oxigênio serão integrados à rede pública de saúde, além de compor a "Operação Gratidão”.

    "Uma grande doação da Petrobras para o governo do estado do Amazonas, que será integrada à nossa rede de saúde. Eles vão ser incorporados na nossa rede para o abastecimento, mas também servirão de apoio, se necessário, para a ‘Operação Gratidão’, atendendo assim a todos os estados ou àqueles estados que mais necessitem", explica.

    Gratidão

    A Operação Gratidão teve início na terça-feira (16), com a recepção de dois pacientes com a Covid-19 de Rondônia. Na quarta-feira (17), o estado recebeu mais um paciente também do estado de Rondônia e, hoje pela manhã, deu início a uma nova fase com o anúncio do envio de cilindros de oxigênio para o estado do Paraná.  

    "Nós estamos ampliando a ‘Operação Gratidão’. Nós ofertamos 18 leitos clínicos e 12 leitos de UTI aos demais estados, mas também estamos ampliando o atendimento aos pedidos de insumos pelos outros estados, como equipamentos, oxigênio, respiradores e até mesmo usinas", afirmou o secretário.

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais

    Amazonas doa cilindros de oxigênio para outros estados do Brasil

    Bancada amazonense prioriza emendas impositivas para Saúde em 2021

    Governadores falam de risco de 'colapso total' em hospitais do Brasil