Fonte: OpenWeather

    Saúde


    Comunidade indígena em Manaus será a primeira a receber UBS

    A UBS irá atender aproximadamente 4,5 mil indígenas, além das 40 mil pessoas que moram nas proximidades, e deve ser entregue em 12 meses

     

    De acordo a secretária, a nova unidade, de porte 4, vai prestar assistência aos indígenas, respeitando as questões culturais específicas
    De acordo a secretária, a nova unidade, de porte 4, vai prestar assistência aos indígenas, respeitando as questões culturais específicas | Foto: Divulgação/Semcom

    MANAUS (AM) - O Parque das Tribos, comunidade localizada na região do Tarumã-Açu, Zona Oeste de Manaus, onde residem aproximadamente 4,5 mil indígenas de 35 etnias, vai receber a primeira Unidade Básica de Saúde (UBS), com atendimento diferenciado para esse público.

    O anúncio oficial da construção da unidade foi feito pela secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, que representou o prefeito David Almeida em reunião com as lideranças da comunidade na manhã desta segunda-feira (08), na Maloca dos Povos Indígenas. 

      De acordo a secretária, a nova unidade, de porte 4, vai prestar assistência aos indígenas, respeitando as questões culturais específicas, e também à população que reside no entorno, estimada em 40 mil pessoas. Segundo Shádia, embora nessa região já funcionem três unidades de saúde, nenhuma é voltada diretamente para os residentes do Parque das Tribos, que reúne a maior comunidade indígena não aldeada do mundo.  

    "

    Essas pessoas vêm sendo assistidas em unidades tradicionais por voluntários e por nossas equipes itinerantes e agora teremos uma condição ideal. A estrutura será totalmente nova e preparada para oferecer saúde dentro desse território e com respeito às necessidades de cada etni "

    Shádia Fraxe, titular da Semsa

     

    A secretária destacou que a UBS deve ficar pronta em 12 meses e que, com ela, a Prefeitura de Manaus salda uma dívida com essas populações. “É inadmissível que a comunidade não tenha, até hoje, uma unidade que considere as demandas de saúde próprias e as crenças e costumes das diferentes etnias que aqui vivem”, observou.

    Segundo ela, é uma determinação da atual gestão chegar a todos os vazios assistenciais, o que significa levar serviços de saúde para os espaços onde a oferta desses atendimentos é precária ou inexistente. “E esse é um deles”, afirmou.

    Em nome das demais lideranças, o cacique Ismael Munduruku agradeceu a iniciativa da prefeitura. “É uma grande satisfação receber o reconhecimento dessa administração, que tem olhado com carinho e respeito às populações indígenas de Manaus e tem feito um belo trabalho junto à nossa comunidade”, declarou.

    O cacique destacou a atuação da equipe de saúde itinerante e afirmou que a população do local será muito grata pela construção da UBS indígena.

     

    Em nome das demais lideranças, o cacique Ismael Munduruku agradeceu a iniciativa da prefeitura
    Em nome das demais lideranças, o cacique Ismael Munduruku agradeceu a iniciativa da prefeitura | Foto: Divulgação/Semcom

    Também manifestaram agradecimento a cacique Lutana e a coordenadora de saúde Vanda Witoto. “Existe uma dívida histórica com a população indígena do nosso país e ouvir da secretária Shádia Fraxe o anúncio da nova UBS nos enche de esperança e gratidão”, disse Vanda, destacando que a comunidade deve participar da construção do serviço para compartilhar seus conhecimentos em saúde e garantir que eles sejam considerados nas rotinas de atendimento.  “Aqui temos os nossos pajés, fazemos uso da medicina tradicional, temos mulheres com saberes ancestrais e a eles se deve todo o respeito”, disse.

    Porte 4

      A primeira UBS voltada para o atendimento à comunidade Parque das Tribos, será de porte 4, preparada para serviços gerais de prevenção e assistência à saúde. No local serão realizadas consultas médicas e de enfermagem, identificação e tratamento clínico de doenças prevalentes na região, como tuberculose, hanseníase, dengue, e outras, além de vacinação e vigilância nutricional.  

    Também haverá atenção à saúde materno-infantil, com assistência ao pré-natal, puerpério e climatério (menopausa) e outros serviços para crianças, adolescentes, adultos  e idosos, inclusive prevenção do câncer do colo do útero, de mama e próstata, prevenção e assistência à hipertensão, diabetes, infecções sexualmente transmissíveis, hepatites virais e HIV; além de assistência ginecológica, acompanhamento de Pessoas com Deficiência (PcD); e acompanhamento de pessoa com transtornos mentais comuns (leves).

    Na área de procedimentos, a unidade vai oferecer serviços como curativos, retirada de pontos, coleta para exames de laboratório; coleta de preventivo (Papanicolau), aferição de pressão arterial e glicemia capilar e, ainda, administração e dispensação de medicamentos.

      A nova UBS é a segunda das 20 unidades de Porte 4 que serão construídas pela Prefeitura de Manaus como parte do projeto de reestruturação da rede municipal. Além dessas, 68 unidades da rede estão sendo reformadas e modernizadas para oferecer mais segurança e conforto aos usuários e mais qualidade na prestação dos serviços de saúde na Atenção Primária.  


    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Bairro Cidade de Deus em Manaus recebe UBS revitalizada

    UBS N39 é revitalizada e entregue à população no Francisca Mendes

    Manaus ganhará UBS e abre as portas para novos investimentos