Fonte: OpenWeather
    Em tempo / Esporte / Memes esportivos

    Esporte / Memes esportivos


    Memes no esporte, até onde a brincadeira é saudável?

    Mas até que ponto essa "brincadeira" pode ser levada?

     

    Meme da seleção brasileira na copa do mundo de 2018
    Meme da seleção brasileira na copa do mundo de 2018 | Foto: Reprodução da internet

    Manaus - Durante a carreira, muitos atletas cometem gafes e situações engraçadas, que são lembradas pelos torcedores por muito tempo. Com a internet, os "memes" dentro do esporte são comuns e alcançam cada vez mais pessoas. Mas até que ponto essa brincadeira pode ser levada? 

     

    | Foto: Reprodução da internet

    A psicóloga Maiene Menezes, de 23 anos, e o produtor de conteúdo Vinícius Emiliano, 21 anos, conversaram com o EM TEMPO sobre como os memes podem influenciar um atleta.

     

    Ronaldinho Gaúcho é um dos jogadores que mais saem em memes
    Ronaldinho Gaúcho é um dos jogadores que mais saem em memes | Foto: Gerador de memes.com

    Palavra da Psicóloga

    Os torcedores não perdem tempo para criar imagens relacionadas a várias situações, para divertir os seguidores das páginas, mas isso poderia influenciar o desempenho de um atleta?

     

    Maiene é psicóloga e alerta para os cuidados que se deve ter em relação aos memes
    Maiene é psicóloga e alerta para os cuidados que se deve ter em relação aos memes | Foto: Reprodução

    "Ele pode ser um fator estressor (gatilhos) desencadeia um desequilíbrio no indivíduo, que pode afetar a autoestima e o desempenho. Quando as brincadeiras são de características preconceituosas, ofensivas, com ódio explícito, sem empatia ou envolvendo terceiros, como familiares, é algo prejudicial, que pode afetar a saúde mental do atleta", alerta a psicóloga.

     

    A fama de sempre cair, fez que os torcedores colocassem Neymar em um andador, objeto usado para bebês aprenderem a andar
    A fama de sempre cair, fez que os torcedores colocassem Neymar em um andador, objeto usado para bebês aprenderem a andar | Foto: Reprodução

     Se bem dosado, o humor por meio dos memes pode ser algo saudável para ambos os lados e não apresentar riscos para o atleta. 

     

    A imagem ganhou grande repercussão, onde Ronaldo Fenômeno parece querer o salgado de um torcedor que assistia
    A imagem ganhou grande repercussão, onde Ronaldo Fenômeno parece querer o salgado de um torcedor que assistia | Foto: Reprodução

    "Os memes contribuem para o nosso bom humor e faz a gente sorrir, o que produz a  endorfina e serotonina que são dois hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar e tranquilidade. Se levado na esportiva é algo que não irá lhe afetar, pelo menos a longo prazo", explica a psicóloga. 

    Menino Rubro-Negro, produção de conteúdo e memes esportivos 

    Vinícius Emiliano, 21 anos, é um produtor de conteúdo esportivo, com mais de 50 mil seguidores no Instagram. Por trabalhar com a internet, ele está acostumado com os memes, e também cria os próprios. Mas na hora de produzir, vale tudo para fazer humor?

    "Na criação de memes não vale tudo. Temos que ter muito cuidado para não denegrir os atletas, respeitando sempre. Quem não tem esse cuidado deixa os seguidores voltados e acaba perdendo eles", conta Vinícius. 

    Mesmo tomando cuidados  sobre o que pode ou não ser publicado, alguns atletas ainda se sentem chateados e acabam levando para o lado pessoal. 

     

    O meme rendeu 148 mil visualizações
    O meme rendeu 148 mil visualizações | Foto: Reprodução

    "Jogadores podem sim ser atrapalhados por memes, tanto os críticos como os que exaltam seu futebol, cabe ao jogador ter pé no chão e uma cabeça boa para tentar não ligar para esse tipo de coisa. Já tomei block do Henrique Dourado por conta de um meme besta, mas por outro lado o Thiago Maia já riu de um meme meu", relembra o produtor. 

    Durante o ano, Vinícius criou memes que alcançaram mais de 185 mil pessoas, trazendo bastante engajamento para a página dele. 

    Leia mais: 

    Fast faz primeiro jogo pela Copa Verde nesta quarta em Brasília 

    Botafogo e Vasco lutam para permanecer na elite do Brasileirão 

    São Paulo e Internacional duelam pela liderança do Brasileirão